sexta-feira, 26 de abril de 2013

PASTORES PROTESTANTES RECONHECEM A AUTORIDADE DO PAPA


Vemos que hoje até mesmo os pastores protestantes já começam a enxergar que o protestantismo não é uma doutrina que realmente está indo nos ensinamentos de Jesus e já existem alguns que defendam o Papa e a Igreja Católica, com frases de impacto, que realmente impressiona como realmente os olhos estão se abrindo, deixando divergências de lado e enxergando mais claramente a Igreja Católica e sua importância para o cristianismo.



IMAGEM à esquerda -  Pr. Juan Carlos Ortiz


Pastor Juan Carlos Ortiz em seu livro diz:


"Não obstante o que a Bíblia ensina, também nós os protestantes temos as nossas tradições: as denominações. Jesus tem somente uma esposa,a Igreja. Ele não é polígamo. No entanto chegamos até a dizer que as denominações fazem parte da vontade de Deus. Assim nós culpamos a Deus pelas nossas divisões e falta de amor. E depois criticamos os Católicos pelas suas tradições. Pelo menos suas tradições são mais antigas que as nossas. Não devemos tentar remover o argueiro dos olhos dos católicos, enquanto não tiramos a trave que encontra-se diante dos nossos" (O discípulo, p.132,Editora Betânia).


Sobre a "Bible League," o dr. Booth diz:

"Se as agressões às Escrituras continuarem, virá o tempo quando quem for fiel a Deus terá um refúgio, e será a Igreja Católica Romana".

O Bispo Anglicano de Londres, Eng. , dr. Ingraham, diz:

"No momento presente, só há uma Igreja na Inglaterra que oficialmente aceita as Escrituras como a Palavra infalível de Deus, e esta Igreja é a Igreja de Roma".

Dr. Decosta (Protestante) disse:

"A Igreja de Roma foi, antes do inglês ser descoberto e dos protestantes, a única defensora da Bíblia em sua integridade e totalidade".

A Rev. O. J. Nelson, de Bellingham, Wash. , diz:

"No sentido exato, ninguém além dos Católicos tem uma Bíblia infalível e ninguém além dos Católicos podem ser chamados de cristãos ortodoxos. . . só há uma Igreja Cristã de realidade e autoridade consistente e é a Igreja Católica".

Charles Buder (Protestante), em sua "Horae Biblicae", " diz:

"Pelas escritas sagradas que contêm a Palavra de Deus, e pelas tradições, nós estamos endividados, sob a Providência, pelo zelo e esforço dos padres e monges da Igreja de Roma".

Um editorial no New York "Sun", diz:

"O tempo está vindo, se, realmente, já não veio, quando estas igrejas definitivamente e decididamente têm que se perguntar se a Bíblia é de Deus ou do homem. E neste campo, o Papa é o único e exclusivo Campeão da Bíblia como a Palavra de Deus".

O Reverendo dr. A. S. Crapsey, escrevendo a "Free Religious Association":

Crapsay
"A maioria das denominações protestantes estão retornando, voltando para os Católicos. Eles estão perdendo sua liderança intelectual por não manter passo com os estudiosos. O protestantismo seguirá e obedecerá a lei da gravitação, desintegrará,e assim perderá todo o poder ".

O Bispo metodista, Dr. Seliew :

"O espírito do protestantismo está declinando na América com o Progresso do Catolicismo. Está morrendo, e logo será uma coisa do passado".

Diz o Rev. C. Tinsley, um ministro metodista :

"A Bíblia é um livro muito embaraçoso por causa de suas muitas contradições".

Na "History of Literature", de Hallam, lemos:

"A tradução do VT e NT por Lutero é mais renomada pela pureza da linguagem alemã que por sua aderência para o texto original. Simon foi acusado de ignorância do hebraico e quando vemos o quanto ele chegou no conhecimento do hebraico e grego, e em seu uso, vemos que ele foi muito avançado".

O Rev. Dr. Aked, ministro batista, escrevendo em"Appleton's Magazine," setembro. , 1908, disse:

"Nas páginas da versão protestante da Bíblia será achado erros históricos, enganos aritméticos, inconsistências e contradições múltiplas, e, o que é longe pior, a pessoa acha que os crimes mais horríveis são cometidos por homens que falam: 'Deus disse,' em justificação de seus terríveis atos. Além disso, a Bíblia inglesa é uma versão de uma versão que é uma tradução de uma tradução. Veio do hebraico, grego e latim em inglês. Em todas suas fases antigas foi copiada à mão de um manuscrito a outro por escritores diferentes, um processo que resultou em muitos enganos".

O crítico bíblico protestante, George Campbell, diz:

"A vulgata é, no geral, uma versão boa e fiel".

Obs. a Vulgata contêm os sete livros excluídos por Lutero nas bíblias protestantes.
Fonte: Lista Apologética Aplicada

BRIGA DE SANTOS




OSWALDO: - Portanto, somente a Igreja Católica, por seu magistério infalível, é a autoridade capaz de determinar quais livros são ou não inspirados.

ANTÔNIO DOS REIS - "Magistério infalível"! Pare com isso moço. Isso é querer ser mais realista do que o rei. O tal ministério é tão "infalível" quanto aquele que adotaram como seu primeiro papa? Mesmo depois que Jesus restaurou Pedro, confiando-lhe o pastoreio das ovelhas, vemos o papel nada elogiável daquele intrépido apóstolo de Jesus. (Continua...)




São Paulo escreveu: E, chegando Pedro à Antioquia, lhe resisti na cara, porque era repreensível. Porque, antes que alguns tivessem chegado da parte de Tiago, comia com os gentios; mas, depois que chegaram, se foi retirando, e se apartou deles, temendo os que eram da circuncisão. 

E os outros judeus também dissimulavam com ele, de maneira que até Barnabé se deixou levar pela sua dissimulação Gl 2. 11-13. Já sei. Os “infalíveis” entenderam a dissimulação de Pedro como grande exemplo a ser copiado. Sobretudo, na mesma Bíblia que a Santa Igreja de Roma reconheceu como inspirada estão registrados comportamentos nada dignos da parte de grandes homens de Deus. Como exemplo maior cito Davi, ancestral de nosso Senhor Jesus, Nem é preciso citar os podres do rei Davi. Por acaso os “infalíveis” da igreja se julgam melhores do que Davi? Só pode!


RESTAUROU a Pedro de que?  E os demais apóstolos que fugiram vergonhosamente dos guardas do templo não precisavam também de restauração?

Como "crente" gosta de confundir as coisas!

O seu julgamento é um tanto sumário; em consciência não o posso subscrever. Instauremos novamente o processo: supõe que Pedro, pela sua tríplice negação decaíra  de sua dignidade de apóstolo. 

E a prova, Sr. Antônio dos Reis? 

Primeira asserção gratuita. 

Segunda asserção e essa não só destituída de provas senão absolutamente falsa, assegura que "a tríplice recomendação de Jesus RESTAUROU Pedro"

E, dado que dele tivesse decaído, até ali não havia sido reintegrado no múnus apostólico? Não foi Pedro o primeiro dos apóstolos a quem Jesus ressuscitado honrou com uma aparição singular? Mais: antes da cena a que se refere, descrita por S. João 21, conta o mesmo evangelista no capítulo anterior a aparição de Cristo a todos os apóstolos (exceto Tomé) na tarde do dia da sua Ressurreição, e as palavras que então lhes dirigiu: “Como o meu Pai me enviou assim eu vos envio a vós... Recebei o Espírito Santo, a quem perdoardes os pecados lhe serão perdoados, a quem os detiverdes lhes serão detidos”.  

Pedro favorecido por Cristo de uma visita particular, Pedro enviado por Cristo (apóstolo = enviado), Pedro investido do poder de perdoar os pecados... e Pedro ainda não havia sido restaurado na sua dignidade de apóstolo? Inadmissível!

Agora passemos ao "papel nada elogiável" deste admirável apóstolo.

Para os "crentes", no episódio, Paulo "vibra golpe mortífero na herança papal da INFALIBILIDADE de Pedro", em virtude do, alguns chegam a considerar o apóstolo São Paulo como o "campeão antipapal".

É até notável como por ocasião deste incidente timbram os antigos intérpretes em revelar a virtude e a autoridades de Pedro. "Pedro, diz AGOSTINHO, aceitou com santa e piedosa humildade a observação que utilmente lhe fizera Paulo inspirado pela liberdade do amor, deixando destarte aos pósteros o raro exemplo de se não dedignarem em ser corrigidos pelos inferiores onde quer que se desviassem do reto caminho: exemplo mais raro e mais santo que o deixado por Paulo aos inferiores que, por defender a verdade evangélica, ousarem resistir confiadamente sem lesar a fraterna caridade... Em Paulo louvemos a justa liberdade, em Pedro a santa humildade" (75. Epist., 82, n. 22 (ML, XXXII, 285-6). Cfr., também TEODORO DE MOPSUESTA, Epist. aos Galat., n. 20, 21; GREGÓRIO MAGNO, em Ezech., 1. 2, Hom. 6, N. 9 (ML, LXVII, 773).

"Como explicar a prevalência de exemplo tácita de Pedro sobre a pregação explícita de Paulo sem admitir a persuasão universal de que Pedro sobrelevava em dignidade a Paulo e a sua era a autoridade suprema na Igreja?

Assim que todos os argumentos coligidos pelos protestantes o primado de Pedro vêm, em última análise, confirmar a tese católica. Só falseando indignamente a significação das palavras e dos fatos da Escritura puderam apresentar aos seus leitores no procedimento de Paulo a atitude de um "campeão antipapal". 

Para colorir aos olhos dos leitores a legitimidade de tão descabelada conclusão era mister não só recorrer aos artifícios de uma exegese tendenciosa mas ainda passar em injustificável silêncio todos os trechos em que o grande apóstolo das gentes insinua inequivocamente o alto conceito em que tinha a dignidade e a primazia de Pedro. 

Chama-o quase sempre com o nome hebraico Cefas que lhe impusera Cristo como que a relembrar a alta função, que lhe fora confiada, de pedra fundamental da Igreja. Todas as vezes que menciona os apóstolos, a Pedro cede sempre o lugar de honra. "Cada um de vós diz: eu na verdade sou de Paulo e eu de Apolo e eu de Cefas e eu de Cristo". 

O clímax é evidente: Paulo, por modéstia, ocupa o último lugar, Cristo o primeiro, imediatamente antes de Cristo, Pedro. Talvez, os apóstolos são reunidos sob uma expressão coletiva, só Pedro é explicitamente nomeado numa saliência singularmente enfática: 'Acaso não Temos nós o direito de levar uma mulher irmã assim como os outros apóstolos e os irmãos do Senhor e Cefas?' "(Texto emprestado do livro "A IGREJA, A REFORMA E A CIVILIZAÇÃO" - Livro I - Capítulo I - §2 - Pg 58).

Para finalizar resta-nos perguntar:

O que têm a ver os pecados pessoais dos papas com o carisma da INFALIBILIDADE? Porventura este dom foi conferido ao Papa com a finalidade de exaltá-lo ou de preservar o depósito da fé? Pelo que resta observar sobre a fraqueza do primeiro dos apóstolos nada relaciona com uma declaração de verdade de fé, tal qual se encontra nas três epístolas deste admirável primeiro papa




quarta-feira, 24 de abril de 2013

LIBERDADE RELIGIOSA




Antonio dos Reis - ...penso neste assunto como LIBERDADE RELIGIOSA... 


"Liberdade Religiosa" e "Igreja não salva ninguém"

O que se pretende impor com esta última afirmação é que NINGUÉM PODE COOPERAR na salvação do próximo, isto é, que Jesus, sendo Deus, portanto, todo-poderoso, fez e continua fazendo tudo sozinho, dispensando todo e qualquer tipo de colaboração. Eis uma heresia implantada jeitosamente (2Tim 3,6) pelos espertalhões a fim de usurpar a autoridade que foi confiada por Deus a outrem.

Que pretendem os rebelados com tais assertivas?

Somente eles fazem tais afirmações, tentando justificar a própria revolta contra as legítimas autoridades impostas por Cristo. Querem livrar-se, a qualquer custo, da autoridade (a isso chamam de LIBERDADE RELIGIOSA). Querem obedecer diretamente a Cristo (a quem não veem nem ouvem) e as a Sagrada Escritura (à qual  depenam, adulteram e manipulam, segundo seu talante, e de acordo com suas conveniências e desejos).

Tal pregação é desconhecida na tradição da Igreja e condenada pela própria Bíblia que não hesita em afirmar:

1. DEVE-SE OBEDECER À IGREJA - Deve-se dar ouvidos (obedecer) à Igreja. O desobediente é degradado à condição de pagão e público pecador (Mt 18,17);

2. DEVE-SE OUVIR A IGREJA - Aquele que se recusa ouvir aos que foram legitimamente enviados por Cristo rejeita a Cristo e a seu Pai que o enviou (Lc 10,16);

3. A IGREJA NÃO PODE SER CONTAMINADA PELO ERRO - Ante à desculpa de que a Igreja se desviou da sã doutrina e se deixou contaminar pelo paganismo, é bom lembrar-se de que ela jamais poderá ser vencida pelo poder infernal (Mt 16,17-18) e

4. A IGREJA É INFALÍVEL - Ela carrega em si o dom da inerrância, em virtude do que, as Escrituras a colocam como a inabalável coluna e sólido fundamento da verdade (1Tim 3,15).

DIFAMANDO O LOBO



Antonio dos Reis: - 

Realmente o mariano roxo  Lutero teve muitas inspirações do demônio, porém o Oswaldo de Paula Garcia não se dá conta de que a sua inspiração diabólica é muito maior, pois hoje apenas por despeito se põe a difamar o grande reformador.




Que era INSPIRADO PELO DEMÔNIO nem precisava confirmar. Foi ele mesmo que o escreveu. Consulte:


No que diz respeito à difamação do lobo, é dever de caridade que o apontemos para que todos se ponham de guarda. Isso foi o que disse um dos mais bondosos dos santos, São Francisco de Sales:





"Os inimigos declarados de Deus e da Igreja devem ser difamados tanto quanto se possa (desde que não se falte à verdade), sendo obra de caridade gritar: Eis o lobo!, quando está entre o rebanho, ou em qualquer lugar onde seja encontrado.” (Bispo e Doutor da Igreja - Filotea, ou Introdução à Vida Devota, parte III, cap. 28)


Quando ao alegado "grande reformador"  diga-se também que Lutero nada reformou, nem mesmo a si próprio, porque morreu bebum, blasfemador, glutão, sem vergonha, suicida e, tal seu pai, o demônio, um grande mentiroso. Francisco Arnoldi, comentando sobre os escritos do heresiarca : “Há neles tantas mentiras, quantas palavras.” Jorge, Duque da Saxônia, a respeito de Lutero, declara: “Até aqui não nos havia ensinado a Sagrada Escritura que Cristo houve escolhido para o apostolado e a pregação do seu Evangelho, mentiroso tão de profissão e tão impudente" (Cfr. estes e muitos outros testemunhos coevos, assim protestantes como católicos, apud GRISAR, Luther, II, 452, e ss.); João Deirtemberger: “É o mais mentiroso de quantos homens vivem debaixo dos céus.”

O que ele conseguiu fazer foi criar uma IMENSA FAVELA em torno da majestosa catedral de Cristo, porquanto, não se reforma uma construção sem nela tocar. A Igreja permaneceu intacta, afetada apenas em sua paisagem externa, cercada que está por milhões de casebres, habitados pelos que deixaram a casa do Pai para  viver nesses barracos, diariamente alimentados por toneladas de mentiras. Consulte:



Assim considerado, a celebridade de Lutero não consistiu em ser um "grande reformador", mas, à vista do mal que causou às almas, deve, com justiça, ser chamado de o "GRANDE DEFORMADOR".

terça-feira, 23 de abril de 2013

GRANDEZA DA REFORMA E DEBILIDADE DA IGREJA DE CRISTO




"... Mostraremos que a tradição apostólica que ela guarda e a fé que ela comunicou aos homens CHEGARAM ATÉ NÓS ATRAVÉS DA SUCESSÃO REGULAR DOS BISPOS, confundindo assim todos aqueles que querem procurar a verdade onde ela não pode ser encontrada. COM ESTA COMUNIDADE, DE FATO, DADA Á SUA AUTORIDADE SUPERIOR, É NECESSÁRIO QUE ESTEJA DE ACORDO TODA TODA COMUNIDADE, ISTO É, OS FIÉIS DO MUNDO INTEIRO... " (Ireneu de Lião, 180 d.C., Contra as Heresias III,3,2-3). 


Antonio dos Reis: - Na verdade, Irineu de Lião estava cheio de boas intenções para com a comunidade dos cristãos. Só que ele ignorou as fraquezas que são comuns a todos os mortais. Os bispos ao tempo dele já estavam quase todos contaminados com doutrinas heréticas, inclusive ele mesmo que copiou e ampliou a devoção a "Maria" esposada por São Justino. Quem se opusesse a suas crenças era tido como herege.






RESPOSTA: 

- Mas que pena! Observe os absurdos das teses protestantes. 

A igreja de Cristo, que dizia ser invencível (Mt 16,18), mal se sustentou no primeiro século, pois que, já de início, no segundo, o paganismo e as "heresias" católicas tinham contaminado toda sua obra. A partir de Inácio de Antioquia (107 d.C.) até Ireneu de Lyon (180 d.C.), Cristo "fracassara" fragorosamente. 

Porém, já que Deus existe, embora devêssemos esperar ainda 13 séculos, ele suscitou o bêbado Lutero, para que sabiamente pusesse a locomotiva nos trilhos! 

Este sim! 

Muito mais poderoso, mais sábio e prudente que o leviano, beberrão e tagarela (*) Filho de Deus, pela simples e "providencial" descoberta da "Justificação pela fé sem as obras", da "Sola Scriptura" e da "livre interpretação da Bíblia" independente da Igreja, erigiu-se no construtor indiscutível de um sistema durável e capaz de suportar irresistivelmente as turbulências do tempo, não somente permanecendo indestrutível, mas que, a cada passo, se aperfeiçoa ainda mais, seguindo o caminho inverso da frágil e indefesa Igreja edificada por Cristo a qual se deixava corromper com a maior facilidade. 


É por isto que Cristo foi um construtor de pífio desempenho quando comparado com o estupendo sucesso do suicida Lutero. 

Dirá você: "Mas eu não sigo Lutero!"

Segue sim, ainda que indiretamente, você é seguidor do monge apóstata e, por isso mesmo, - por que negar?! -, é um vencedor e está de parabéns! 

Não obstante, apesar de seu "fracasso" e "leviandade", ainda prefiro seguir  a Cristo, sendo fiel à Igreja edificada por ele sobre a pessoa de nosso primeiro papa, o glorioso apóstolo São Pedro!


(*) - Ver em:

.

sábado, 20 de abril de 2013

MAMÃE, O QUE FAÇO PRA QUE ELES ENTENDAM QUE...



MAMÃE, COMO FAÇO PRA QUE ELES ENTENDAM QUE AMAR NÃO É ADORAR?

I - MENTIRA -  "... O Dicionario diz que não tem tal diferença; logo, adorar e venerar é o mesmo, porem, vamos supor que fosse diferente: imagine como Deus ficaria, em ver as pessoas se correndo as imagens,ao enves de buscá-lo. A Bíblia diz, que em certa ocasião, algumas nações estavam fazendo justamente isso:Adoravam a Deus mas também veneravam as imagens..."

2. "... A notícia do jornal A TRIBUNA informa que uma procissão em homenagem à santa seguiu para o Monumento de Fátina, no porto, onde devotos e portuários abençoados.” O que diz a Bíblia sobre homenagem a imagem de Fátima até o porto e que lá foram os devotos abençoados. Podem isso ocorrer realmente?

Os protestantes acusam:
A Bíblia terminantemente [diz que] os que conduzem em procissão as imagens de escultura. (IS 45:20) "Congregai-vos, e vinde; chegai-vos juntos, os que escapastes das nações; nada sabem os que conduzem em procissão as suas imagens de escultura, feitas de madeira, e rogam a um deus que não pode salvar." É conveniente observar que não só é fruto do desconhecimento do que agrada a Deus os que assim procedem porque o texto de Is 45.20 declara “nada sabem os que conduzem em procissão as suas imagens de escultura” como alerta que não há socorro da parte das imagens quando lhes são dirigidas petições no sentido de abençoar as pessoas devotas às imagens. Lemos na Bíblia também. (SL 115:4) "Os ídolos deles são prata e ouro, obra das mãos dos homens." (SL 115:5) "Têm boca, mas não falam; olhos têm, mas não vêem." (SL 115:6) "Têm ouvidos, mas não ouvem; narizes têm, mas não cheiram." (SL 115:7) "Têm mãos, mas não apalpam; pés têm, mas não andam; nem som algum sai da sua garganta." (SL 115:8) "A eles se tornem semelhantes os que os fazem, assim como todos os que neles confiam."

3. "... no aurelio adorar e venerar tem o mesmo sentido, entao catolico romano adora sim imagem de geso!!! e dia 12 é a grande prova disso!"

4. "... Bastaria uma consulta a de nossos dicionários para desmascararmos esta suposta diferença, esta distorção dos fatos, pois venerar e adorar são “sinônimos” sendo que venerar é palavra “latina” e adorar é palavra “grega” tendo o mesmo significado. Sendo assim, o dicionário coloca acertadamente “adorar” no mesmo patamar de “venerar”. Mas os católicos insistem em fazer vistas grossas a este fato e saem pela tangente com o argumento de que adorar e venerar pelo dicionário da língua portuguesa, nos dias atuais, não têm qualquer diferença. Mas, não se esqueça de que a nossa fé tem mais tempo do que a história de Portugal e Brasil. Na literatura católica, por “conveniência” e apenas por ela, há distinção entre adorar – latria – e venerar – dulia – mas, como eles mesmos admitem e qualquer católico poderá conferir, “adorar” é o mesmo que “venerar” e isto é uma pedra de tropeço para a teologia católica... "

5. "... ADORAÇÃO/VENERAÇÃO À MARIA - Este ensino de exaltação à Maria também viola claramente os ensinos da Escritura Sagrada. Apenas o Criador, o Pai e o Filho, devem ser adorados/venerados. Embora a Escritura Sagrada não lhe apresente como estando morta, também, em lugar algum declara que ela foi trasladada, a semelhança de Enoque e Elias, e muito menos que houve a assunção de Maria. (Êxodo 20:4-6; Deut.4:15-19 e Atos 10:25-26). A igreja Católica publicou o Dogma da Imaculada Conceição em 08/12/1854 (Papa Pio XIX). E o Dogma da Assunção de Nossa Senhora (Maria), em 1/11/1950 (Papa Pio XII). Se paga promessa para quem?"

ENTÃO... MANDARAM O HOMEM PRO PURGATÓRIO


O ESTADO DE GRAÇA É SIMBOLIZADO PELA VESTE BRANCA - NINGUÉM PODERÁ ENTRAR NO CÉU SEM O ESTADO DE SANTIDADE.



VESTE NUPCIAL (veste branca) - "Procurai a paz com todos e ao mesmo tempo a santidade, sem a qual ninguém pode ver o Senhor." (Hb 12,14).
-------------------

OSWALDO Perguntou-lhe: "Meu amigo, como entraste aqui, sem a veste nupcial? O homem não proferiu palavra alguma" (Mt 22, 12).

FRANCO - E aí.... levaram o homem para o Purgatório????



AQUI já é necessário conhecimento de outras partes das Escrituras.

É sabido que DEPENDE da natureza do pecado para que, na outra vida, a alma possa ser perdoada, segundo nos dão a entender as palavras de Nosso Senhor:

"Todo o que tiver falado contra o Filho do homem será perdoado. Se porém, falar contra o Espírito Santo, não alcançará perdão nem neste século nem no século vindouro." (Mt 12,32). 

Tais palavras nos revelam que alguns pecados podem ser perdoados depois desta vida. 

Contra este perdão alega o "CRENTINHO" em O DOGMA DO PURGATÓRIO ("Crentinho" não é depreciativo de minha parte e sim nome escolhido pelo autor do texto que segue):

"... de acordo com o dogma, o pessoal que vai para o purgatório já está salvo e perdoado e vai lá apenas para se purificar do que já foi perdoado. Jesus não pode estar falando de um purgatório aqui, pois não haverá perdão após a morte, “ou sobe ou desce” (*). 
Confira a passagem em Marcos 3:29. Fica claro o que acontece aqui: Os teólogos católicos não inferem o purgatório a partir do estudo da Bíblia, na verdade, eles tentam procurar quaisquer passagens que possam estar se referindo a ele, visto que o magistério da ICAR declarou sua existência. O nome deste sofisma é Petição de Princípio: Admite-se como já demonstrado, a própria coisa que se quer demonstrar, neste caso, o purgatório. Por isso é tão fácil demonstrar os erros"
____
(*) OBSERVAÇÃO: - Não somente pecados já perdoados, mas também se purifica de todas as faltas leves e impoerfeições
____

RESPOSTA: - Não há nenhuma passagem bíblica que afirme que não pode haver perdão de pecados na outra vida. Pelo menos, nunca vi, e, pelo jeito, nem mesmo a Igreja. E o que diz o texto citado pelo irmãozinho protestante, para provar que, segundo a Bíblia, não há esse perdão? 

Transcrevo:

"Qualquer, porém, que blasfemar contra o Espírito Santo, nunca obterá perdão, mas será réu do eterno juízo". (Mc 3,29 da Bíblia protestante: Almeida Corrigida e Revisada - CHAMADA)

Porventura o texto se refere às penas devidas aos pecados já perdoados, ou a pecados leves? Não!  Aqui fica bem claro que se trata apenas de pecados "contra o Espírito Santo". Será que o "CRENTINHO" não percebeu isso?

Além disso, sabemos que, antes da bendita Redenção realizada por Cristo, ninguém ainda tinha subido ao céu, a sala do banquete na qual, de acordo com Mt 22,12 citado no início, se encontrava o homem sem a veste branca, a VESTE NUPCIAL, segundo esta revelação do Verbo de Deus: 

"Ninguém subiu ao céu senão aquele que desceu do céu, o Filho do Homem que está no céu" (Jo 3,13).

TAL PASSAGEM NOS INDICA que existe um "lugar" no qual estavam detidas as almas dos justos (Abraão, Isac, Jacó, Moisés, reis, profetas etc.) a que Cristo chama de  "SEIO DE ABRAÃO" (Lc 16,22) que, com toda certeza, não é o INFERNO. Também a Revelação nos indica que as almas dos culpados por desobediência estavam detidas num cárcere, no qual Cristo, em espírito, desceu para consolá-las e, possivelmente, para levá-las ao céu, onde se goza da visão do Altíssimo:

 " ... mas [Cristo] foi vivificado quanto ao espírito. É neste mesmo espírito que ele foi pregar aos espíritos que ERAM DETIDOS NO CÁRCERE, àqueles que outrora, nos dias de Noé, TINHAM SIDO REBELDES..." (I Pe 3,19)  

Além do mais, este é o ensinamento da única e verdadeira Igreja, a santa Igreja católica, 
EDIFICADA POR JESUS, cuja doutrina contradiz o das igrejas que apareceram a partir do século XVI, sendo estas
- EDIFICADAS POR LUTERO e demais "deformadores", os quais, CONTRADIZENDO a Bíblia, FAZEM ACREDITAR que a COLUNA E SUSTENTÁCULO da verdade (Tm 3,15) se deixou corromper pelo erro o que, por sua vez, também contraria a promessa de Cristo que proferiu esta garantia: 

"... edificarei a minha Igreja e as portas do inferno não prevalecerão contra a ela" (Mt 16,18).

Quem mais disse o CRENTINHO?

"... Os teólogos católicos não inferem o purgatório a partir do estudo da Bíblia"

Isso acontece somente com as igrejas fundadas por homens e, por isso mesmo, falsas! 

NOVO TESTAMENTO FOI ESCRITO DE CONFORMIDADE COM A DOUTRINA ENSINADA PELA IGREJA E NÃO O CONTRÁRIO

Quando Cristo determinou que seus discípulos fossem à todas as nações para torná-las discípulas suas e para ensiná-las a observar tudo o que ele tinha ordenado (Mt 28, 17-20), não existia uma única linha escrita do NOVO TESTAMENTO. Tanto é verdade, que nem tudo foi ali escrito e Cristo sequer mandou que se escrevessem estes livros, nem pediu para que os apóstolos instituíssem bispos, presbíteros e diáconos; em nenhuma parte está escrita a ordem para que convocassem outro apóstolo a fim de ocupar a vaga deixada por Judas, o traidor e que deveriam alterar o número dos apóstolos de 12 para 13 com a admissão em seu quadro do grande apóstolo São Paulo.




sexta-feira, 19 de abril de 2013

PAPA FRANCISCO E O MILAGRES EUCARÍSTICO DE BUENOS AIRES

O atual Papa Francisco conduziu investigação para comprovar um dos maiores milagres eucarísticos da história recente, ocorrido em Buenos Aires em 1996

Foi o chamado Milagre Eucarístico de Buenos Aires, onde uma Hóstia Consagrada tornou-se Carne e Sangue. O Cardeal Jorge Bergoglio, Arcebispo de Buenos Aires, hoje Papa Francisco, ordenou que se chamasse um fotógrafo profissional para tirar fotos do acontecimento para que os fatos não se perdessem. Depois foram conduzidas pesquisas de laboratório coordenadas pelo Dr. Castanon.



Os Estudos mostraram que a matéria colhida da Hóstia era uma parte do ventrículo esquerdo, músculo do coração de uma pessoa com cerca de 30 anos, sangue tipo AB de uma pessoa que tivesse sofrido muito com a morte, tendo sido golpeado e espancado. Os cientistas que realizaram o exame e os estudos não sabiam que era material proveniente de uma Hóstia Consagrada: isso só lhes foi revelado após a análise, e foram surpreendidos porque haviam encontrado glóbulos vermelhos, glóbulos brancos pulsando durante a análise, como se o material tivesse sido colhido direto de um coração ainda vivo.

A Hóstia Consagrada tornou-se Carne e Sangue

Às 19h de 18 de agosto de 1996, o Padre Alejandro Pezet celebrava a Santa Missa em uma igreja no centro comercial de Buenos Aires. Como estava já terminando a distribuição da Sagrada Comunhão, uma mulher veio até a ele e informou que tinha encontrado uma hóstia descartada em um candelabro na parte de trás da igreja. Chegando ao lugar indicado, o Padre Alejandro Pezet viu a hóstia profanada. Como ele não pudesse consumi-la, colocou-o em uma tigela com água, como manda a norma local, e colocou-a no Santuário da Capela do Santíssimo Sacramento, aguardando que dissolvesse na água.

Na segunda-feira, 26 de agosto, ao abrir o Tabernáculo, viu com espanto que a Hóstia havia se tornado uma substância sangrenta. Relatou o fato então ao Arcebispo local Cardeal, Dom Jorge Bergoglio, que determinou que a Hóstia fosse fotografada profissionalmente. As fotos foram tiradas em 6 de setembro de 1996. Mostram claramente que a Hóstia, que se tornou um pedaço de Carne sangrenta, tinha aumentado consideravelmente de tamanho.


Análises Clínicas

Durante anos, a Hóstia permaneceu no Tabernáculo, e o acontecimento foi mantido em segredo estrito. Desde que a Hóstia não sofreu decomposição visível, o Cardeal Bergoglio decidiu mandar analisá-la cientificamente. 

Uma amostra do Tecido foi enviado para um laboratório em Buenos Aires. O laboratório relatou ter encontrado células vermelhas e brancas do sangue e do tecido de um coração humano. O laboratório também informou que a amostra de Tecido apresentava características de material humano ainda vivo, com as células pulsantes como se estivessem em um coração humano ainda vivo.


Testes e análises clínicas: "Não há explicação científica"

Em 1999, foi solicitado ao Dr. Ricardo Castañón Gomez que realizasse alguns testes adicionais. Em 5 de outubro de 1999, na presença de representantes do Cardeal Bergoglio, o Dr. Castañón retirou amostras dos do Tecido ensanguentado e enviou a Nova York para análises complementares. Para não prejudicar o estudo, propositalmente não foi informado à equipe de cientistas a sua verdadeira origem.

O laboratório relatou que a amostra foi recebida do tecido do músculo do coração de um ser humano ainda vivo.

Cinco anos mais tarde (2004), o Dr. Gomez contatou o Dr. Frederic Zugibe e pediu para avaliar uma amostra de teste, novamente mantendo em sigilo a origem da amostra. Dr. Zugibe, cardiologista renomado, determinou que a matéria analisada era constituída de “Carne e Sangue” humanos. O médico declarou o seguinte:

“O material analisado é um fragmento do músculo cardíaco que se encontra na parede do ventrículo esquerdo, músculo é responsável pela contração do coração. O ventrículo cardíaco esquerdo bombeia sangue para todas as partes do corpo. O músculo cardíaco tinha uma condição inflamatória e um grande número de células brancas do sangue, o que indica que o Coração estava vivo no momento da colheita da amostra, já que as células brancas do sangue morrem fora de um organismo vivo. Além do mais, essas células brancas do sangue haviam penetrado no tecido, o que indica ainda que o coração estava sob estresse severo, como se o proprietário tivesse sido espancado."

Evidentemente, foi uma grande surpresa para o cardiologista saber a verdadeira origem do tecido. Dois cientistas australianos, o cientista Mike Willesee e o advogado Ron Tesoriero, testemunharam os testes. Ao saberem de onde a amostra tinha sido recolhida, demonstraram grande surpresa. Racional, Mike Willesee perguntou ao médico por quanto tempo as células brancas do sangue teriam permanecido vivas se tivessem vindo de um pedaço de tecido humano que permaneceu na água. "Elas deixariam de existir em questão de minutos", disse o Dr. Zugibe. O médico  foi então informado que a fonte da Amostra fora inicialmente deixada em água durante um mês e, em seguida, durante três anos em um recipiente com água destilada, sendo depois retirada para análise.

Dr. Mike Willesee Zugibe declarou que não há maneira de explicar cientificamente este fato:

“Como e por que uma Hóstia Consagrada pode mudar e tornar-se Carne e Sangue humanos? Permanece um mistério inexplicável para a ciência, um mistério totalmente fora da minha jurisdição".

Abaixo, um vídeo com o depoimento do Dr. Castañón e imagens do Milagre.

Dr. Ricardo Castañón Gomez fala sobre o
Milagre Eucarístico ocorrido em Buenos Aires




Tradução da palestra do Dr. Castañón 
no vídeo para o português

Agora vou entrar em um tema que é muito interessante e que com certeza vou tratar com mais profundidade: eu fui chamado pelo Cardeal de Buenos Aires, - relato isso porque depois de muitos anos de trabalho a Igreja valoriza estas investigações, então me chamam. -  Ocorre que em Buenos Aires existe a "moda" de muitas pessoas receberem a Comunhão nas mãos. O resultado é que deixaram cair a Hóstia Consagrada, e como a Hóstia estava "suja " ninguém a quis recolher. Consagrada!

Então alguém avisa o Sacerdote e ele a recolhe e a guarda em água para que ela se dissolva: é uma norma que eles tem; depois molham as plantas com aquela água. Depois de uns cinco ou seis dias que estava no Tabernáculo, eles vão abrem o Tabernáculo e vêem que em vez de haver se desintegrado existem umas manchas vermelhas. Em diferentes formas vêem que o liquido aumenta nos dias sucessivos. Nesse momento me convidam a pegar algumas amostras e saber do que se trata.

Eu viajo duas vezes e obtenho duas amostras, uma é uma massa gelatinosa. Porque eu tenho contado a vocês sobre uma Hóstia, mas o mesmo ocorreu à outra, tenho duas amostras que devo analisar uma é esta, a outra é uma que exsudou em 1996 e que formou uma crosta seca.

Então eu viajo à América do Norte, a um laboratório na Califórnia, levando essa amostra. Eu não lhes digo que vem de uma Hóstia. O "estudo cego" consiste em apresentar aos senhores laboratoristas a amostra e pedir que a analisem.

Qual é o resultado? "Dr, a amostra que o senhor nos trouxe é músculo do Coração, músculo do miocárdio, do ventrículo esquerdo". Este é o primeiro resultado mas há mais coisas a descobrir. Este estudo estamos realizando desde 1999, mas há alguns meses descobrimos que havia um grande expert em cardiologia em patologia e em bioquímica. É o único professor que escreveu um livro que explica de que foi morta uma pessoa quando o coração foi lesionado. Este professor é o famoso Dr. Frederick Zugibe. Então entregamos a ele as amostras e ele nos disse: "Essa pessoa que tinha esse Coração morreu muito maltratada, porque seu coração tem lesões que mostram que foi muito golpeada. Esse homem foi torturado!" - Ele não sabe que é uma Hóstia.

E logo ele disse: "Mas tem uma coisa que eu gostaria que vocês me explicassem: como é possível que quando eu estava estudando esta amostra, a amostra palpitava, pulsava? Então expliquem como vocês tiraram o coração de um morto e o trazem vivo ao meu laboratório em Nova York?"

"Professor Zugibe, não é o que o senhor pensa, isto é uma Hóstia Consagrada que começou a sangrar!"... Imaginem, seus cabelos quase saltaram da sua cabeça! Imaginem dizer a um homem que um pedaço de trigo se tornou Sangue e se coagulou, e agora é uma amostra de músculo de Coração!

Mas não termina por aí, porque ele perguntou como era possível que estivesse vivo ainda? Mas eu estou lhe dizendo que estou estudando desde 1999. São cinco anos que a amostra está comigo. Então eu viajo para o laboratório em Buenos Aires, há poucas semanas e busco os documentos dos primeiros estudos realizados em Buenos Aires; escreveu o laboratorista da primeira análise: "Observam-se alguns líquidos, células vermelhas do sangue, hemoglobina, e o que me chama a atenção é que as células estão se movendo e pulsando!".

As células estão palpitando e pulsando! Alguns dias já haviam se passado! E após 15 minutos as células do sangue morrem, todos os glóbulos brancos e vermelhos se decompõem! Então me interessou muito o tema do Coração e eu me inteiro que no século VII, em Lanciano, cidade localizada no sul da Itália, um sacerdote celebrava a Missa e duvidava se Cristo estava presente na Eucaristia. Ele duvidou, e no momento de sua dúvida, a Hóstia se transforma em Sangue e se coagula, e se torna um pedaço de Carne, se vocês viajarem a Lanciano poderão vê-la. Eu creio que alguns já tenha feito isso.

O Vinho se transforma em cinco coágulos de Sangue, que são como cinco "algodões" de Sangue. Mas são de distintos tamanhos os cinco e cada um pesa igual ao outro! Isto aconteceu no século VII, mas se conserva, então os italianos, na Conferência Episcopal da Itália, convidam, nos anos 70, o professor Dr. Linolli, que é um expert em bioquímica e patologia para estudar o caso, e este doutor nos disse que "é músculo do Coração igual a amostra que você tem "!

Ou seja, a amostra que eu tenho, que é dos anos 90, de Buenos Aires, é a mesma que esta! Pertence à mesma Pessoa... O que opinam disso?

O restante não lhes conto, porque senão não compram meu livro (risos). Mentira, não tenho um livro que fale sobre este assunto. Aqui estamos falando do que eu creio ser a prova de algo extraordinário. Posso eu comprovar que Jesus Cristo está presente na Eucaristia? Nosso Senhor disse a uma mística: "Eu faço milagres para os cegos e surdo, mas eu não quero fazer milagres porque quero que creiam por Fé".

Eu não sou nada para dizer "esta é a prova", mas eu apenas coloco sobre a mesa os resultados de minha pesquisa para que vocês meditem e para que tirem suas próprias conclusões. Eu não posso explicar porque uma imagem de gesso exsuda... Porque esta parede de gesso não exsuda? Porque só as imagens sagradas? Então eu creio que os senhores devem meditar.

O que Nosso Senhor está tentando nos dizer com esses Sinais? E logo me inteiro que no século XII havia outra pessoa, outro sacerdote que também duvidou que Cristo estava presente na Eucaristia, isto na Itália também e quando estava duvidando se Cristo estava presente ou não, o corporal que tinha se encheu de Sangue, mas aqui aconteceu algo impressionante, porque o Sangue correu do Altar e o Sangue correu no chão, e se vocês forem ver hoje, poderão ver que o Sangue penetrou no piso de mármore, o sangue corre e entra no mármore! É devido a esta experiência no século XII, que o Papa Urbano IV, que se encontrava perto de Orvieto, viaja ao lugar e para ver este Milagre, e Urbano pede a Santo Tomás de Aquino para celebrar uma Missa e o ritual para estabelecer a celebração de Corpus Christi.

Então, para que todos saibam que a celebração de Corpus Christi nasce de um milagre Eucarístico (fim do conteúdo do vídeo)




quinta-feira, 18 de abril de 2013

REZAR PARA DEFUNTOS E CONFESSAR-SE A PEDÓFILO



sara pepe: - adianta ser fundada quando surgiu a terra e adorar a criatura ao invéz do criador.... seita p/ mim é igreja que seita rezar p/ defunto, acender vela p/ santos até dos pau dgua...confesar pecado a pedófilo, defunto  virá santo por homens pecadores, e ainda subir e descer escada atraz da santa DESAPARECIDA, adorar santo macumbeiro são jorge, e ainda pegar nas pelotas do rozario p/ ficar repetindo palavras vã... e DEUS aonde fica nessa igreja verdadeira.  então o diabo inspirou lutero mas ele cometeu um erro pq ñ enssinou lutero idolatrar......rsrsrssrr





A querida amiga parece mais enrolada que múmia egípcia!

É claro que a Igreja Católica continua a  religião de Israel, verdadeira sim, porque revelada por Deus. Por isso podemos com toda segurança afirmar, que ela vem desde Adão e Eva Aquela estrutura arcaica dos hebreus ficou com seus líderes que não somente não reconheceram o Messias, como também o levaram à morte.

A VINHA DO SENHOR, a despeito dos vinhateiros deicidas, resplandece na fé católica com seus papas, bispos, presbíteros, diáconos, mártires e santos:

A VINHA DO SENHOR RESPLANDECE GLORIOSAMENTE NA SANTA IGREJA CATÓLICA

"Por isso vos digo: ser-vos-á tirado o Reino de Deus, e será dado a um povo que produzirá os frutos dele"(Mt 21,43);

 "Simão narrou como Deus começou a olhar para as nações pagãs para tirar delas um povo que trouxesse o seu nome". (At 15,14) 


Muitos desses papas foram perseguidos e martirizados - os 26 primeiros, exceto o penúltimo, foram seguidamente executados pelos imperadores romanos -, os primeiros 54, com exceção do 50º foram todos declarados santos e posteriormente a esses, mais trinta e seis foram canonizados. E há até alguns que de santo nada tinham. Pelo contrário, "praticaram horrores", o que motivou esta frase de Leão XIII cheia de estupefacção dirigida ao historiador protestante Ludwig von Pastor (1854-1928) que havia pesquisado por anos os arquivos do Vaticano:

- Mas, Professor, antes de conhecer por dentro os horrores praticados por antecessores meus, o Sr. era contra a Igreja Católica, e agora, que conhece tudo documentadamente, quer ser católico? Não estou compreendendo sua atitude.

A resposta de Ludwig von Pastor foi muito interessante:

- Santidade, eu me convenci de que a Igreja Católica é realmente uma instituição divina. Se nem Papas conseguiram destruí-la, é porque é divina mesmo!

A IGREJA CRISTÃ PARA SER VERDADEIRA TEM QUE SER APOSTÓLICA E NÃO NASCIDA A PARTIR DO SÉCULO XVI

E ESTA é a Igreja Católica, a única que cumpriu fielmente a ordem de Cristo:

"...Ide, pois, e ensinai a todas as nações; batizai-as em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Ensinai-as a observar tudo o que vos ordenei. Eis que estou convosco todos os dias, até o fim do mundo" (Mt 28, 17-20).

Observe que os discípulos saíram por toda parte  ensinando tudo o que Cristo havia prescrito e isto sem dispor de uma única linha escrita do Novo Testamento. Portanto tudo o que a Igreja ensinava a este respeito vinha de sua própria autoridade e não da Bíblia cuja parte principal foi por ela escrita.

Além disso foi ela que levou a luz de Cristo às mais longínquas partes da terra; foi ela que converteu romanos e Bárbaros, o Oriente Médio e o Norte da África; foi ela que levou a instrução a todo lugar em que se firmou, com inúmeras escolas paroquiais e universidades.

A isso, que já não é pouco, acrescente que é somente nela que se verificam milagres, prodígios e portentos verdadeiros, porque esses podem ser meticulosa e cientificamente examinados de tal forma que os peritos analistas não conseguem provar a causa natural que os produziu:

 "Os discípulos partiram e pregaram por toda parte. O Senhor cooperava com eles e confirmava a sua palavra com os milagres que a acompanhavam" (Mc 16,20)  

Quanto aos evangélicos, coitadinhos! Nenhum é capaz de mostrar pelo menos o relato de um milagre que tenha suportado tal bateria de testes, porque as coisas que propalam existir em seus meios, consideradas milagres, não passam de reles enganos (as pessoas são propensas a acreditar no maravilhoso e, não raro, acabam sendo enganadas), e, quando não, o que veem não passa de truques, auto sugestões e simulações:

Parece que o vídeo foi tirado do Youtube
Esta imagem à direita foi copiada de um vídeo pelo qual os evangélicos pretendiam apresentar-me "a vivo e a cores" o surpreendente crescimento de um braço atrofiado. Repare o detalhe que descobri: a diferença das mangas do ator que simula o "milagre" corresponderia à das mãos, não fosse o deslisamento natural do tecido quando ele retrai o ombro para fazer parecer que se tratava de um aleijão.

Há também os casos de falsas curas provocadas por meios hipnóticos, tal foi o caso de uma senhora chamada Severina que se converteu à Igreja Adventista porque dizia ter sido curada de um câncer, já que depois de uma sessão de curas

nunca mais sentiu os sintomas da doença. Quando fui visitá-la - ela morava neste mesmo bairro que moro - já estava acamada por causa da terrível doença que, sem os tratamentos necessários, progrediu rapidamente.

Prova disso é minha amiga d. Mercedes, residente à Rua Botafogo, Jd. Novo Horizonte que também a conheceu. Se, porém, você quer algo mais conhecido dessas "curas" evangélicas, temos um caso de domínio público. Trata-se da filha do Pelé, a Sandra, evangélica fervorosa, que foi igualmente enganada com essa "cura evangélica". Nem é preciso dizer que ambas as "miraculadas" morreram, mais em decorrência da falta de tratamento que propriamente da doença. E há muitos outros casos de falsas curas entre as quais a da chamada "Missionarinha", uma menininha de poucos anos, que levou ao engano a muitos, dentre os quais, o mais grave foi este:



Os enganos e truques não param aqui. Veja estes outros que fui observando e anotando:





Caríssimo leitor, você acha que isso é tratar seriamente de coisas santas? 

E por que os pastores e seus seguidores se recusam terminantemente a deixar que "seus milagres" sejam cientificamente examinados da mesma forma que procede a Igreja Católica?  A resposta é óbvia: É porque sabem que tudo não passa de enganos e falsidades. Para se justificar vão dando as mais extravagantes desculpas. Veja isto:



PARA AS DEMAIS QUESTÕES CONSULTAR:

1. Padres pedófilos:
2. Adoração de santos:

3. Vãs repetições:



.